Participação dos nossos alunos...

...no nacional dos MEGAS!

Educação e Formação

Cursos de Qualidade

Cursos CEF

Emprego e Formação

Fumar é uma droga!

Sempre que acendes um cigarro consomes a tua vida.

Conselho Geral
Share
 

Constituição do Conselho Geral
 
Presidente do Conselho Geral:
Inácio Fernando de Carvalho Almeida Santos
Representantes do Pessoal Docente:
Aldina Maria Farias Cândido
Inácio Fernando de Carvalho Almeida Santos
João Paulo Jerónimo Martins
Magda Rodrigues Viegas da Ponte Pereira
Maria da Conceição Santos Rua
Maria Isilda Martins Fernandes
Paulo Alexandre da Silva Neto Pereira Dias
Representantes do Pessoal Não Docente:
Jorge Manuel Coelho Correia
Maria Raquel Santos Martins
Representantes dos Alunos do Ensino Secundário:
Georghe Tofan
Representantes da Autarquia:
Dora Cristina Santos Assunção (Téc. Superior-Div. de Ed. e Juventude)
João Pinheiro Pinto - (Pres. da J. Freg. Almancil)
Marylin Zacarias Figueiredo Guerreiro (Vereadora da CML)
Representantes da Ass. de Pais e Encarregados de Educação:
Isilda Maria Mendes Guerreiro
Renato Monteiro - (Vice-Pres. da APEE)
Sónia Isabel Guerreiro Duarte
Tânia Terêncio
Representantes da Comunidade Local:
Elisabeta Necker - (Pres. da DOINA-Ass. Im. Romenos e Moldavos)
Jorge Manuel das Candeias Carvalho (Individualidade)
Hermes Alberto (Presidente da ASCA)
Marco António Pires (Presidente do Grupo Motard Golfinhos da Estrada)
Diretora do Agrupamento:
Maria Rosário Jorge Militão
  

- Comunicados (2016-2017)

 



- Atas (2016-2017)

 

Ata n.º 20 de 24 de jan de 2017

Ata n.º 21 de 7 de março de 2017

Ata n.º 22 de 4 de abril de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 23 de 18 de abril de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 24 de 13 de julho de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 25 de 26 de julho de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 26 de 1 de agosto de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 27 de 1 de agosto de 2017 (Publicado em 3 de agosto de 2017)

Ata n.º 28 de 8 de agosto de 2017 (Publicado em 14 de agosto de 2017)

 
 

 

- Comunicados (2012-13)

 

 

 

- Notas Informativas (ATÉ 2013)

 


NOTA INFORMATIVA N.º 5

Reunião de 14 de Dezembro de 2010

1. Foram aprovadas alterações ao Regulamento Interno.

2. Foi aprovado o Projecto Educativo.

3. Outros assuntos.

1. Foram aprovadas alterações ao Regulamento Interno do Agrupamento devido à necessidade de:

a) Adequação do Regulamento Interno às alterações legislativas;

b) Proceder à uniformização de normas relativas às bibliotecas do Agrupamento, em conformidade com as disposições da Rede de Bibliotecas Escolares;

c) Proceder a uma alteração à composição do Conselho Pedagógico, de forma a corresponder aos imperativos de funcionamento do Agrupamento.

Destaca-se ainda a introdução de duas novas infracções disciplinares no regimento disciplinar dos alunos, uma qualificada como pouco grave, no caso de incumprimento dos trabalhos propostos pelos professores, por parte dos alunos, e uma qualificada como grave/muito grave, em caso de fraude na realização de provas de avaliação.

2. Foi aprovado o Projecto Educativo, sendo de realçar as metas a atingir relativamente à melhoria do sucesso educativo do Agrupamento e à redução da taxa de abandono escolar. O projecto aprovado propõe o aumento do sucesso e a melhoria dos resultados dos exames nacionais em cinco por cento, por ano, partindo dos resultados do ano lectivo de 2008-2009, e tendo como objectivo uma aproximação à média nacional. Tais metas deverão ser revistas, anualmente, durante a vigência do Projecto Educativo.

A aprovação das metas atrás mencionadas tem como referência o facto de o Agrupamento ser avaliado pelo Ministério da Educação nos seguintes pontos: sucesso, abandono e retenção dos alunos.

Na sequência da aprovação das metas para a melhoria do sucesso, a presidente do Conselho Geral destacou:

a) As dificuldades que existem ao nível da Língua Portuguesa, nomeadamente por parte dos alunos provenientes dos PALOP’s e do elevado número de alunos estrangeiros que frequentam as escolas do Agrupamento, realçando que não é fácil para alguns alunos aprenderem três línguas ao mesmo tempo (foi dado destaque às actividades de Ensino Específico de Língua Portuguesa para os alunos que não têm o português como língua materna e às aulas de Apoio Pedagógico Acrescido a Língua Portuguesa);

b) A falta de interesse e gosto pela leitura, por parte dos alunos, com reflexos na sua capacidade de compreensão e interpretação da mensagem escrita e na capacidade de expressão oral, que gera dificuldades de aprendizagem transversais a todas as disciplinas (foi referido o grande esforço que tem sido feito, ao nível do Agrupamento, para superar estas dificuldades, através da realização de inúmeras actividades promovidas pelo Departamento de Línguas e pela Biblioteca);

c) A falta de brio e o gosto pelo trabalho que é patente numa elevada percentagem de alunos e que tem contribuído para os baixos níveis dos padrões de desempenho dos mesmos, tendo sido feito um apelo à colaboração dos pais e de todas as estruturas sociais, políticas e culturais locais no sentido de ajudarem a incutir nos jovens o valor do trabalho. Cabe a toda a comunidade ajudar os jovens a valorizar a Escola como um espaço de educação e formação, onde podem desenvolver as suas capacidades e competências e preparar-se para o exercício da cidadania.

3. As representantes da Associação de Pais e Encarregados de Educação fizeram o apelo no sentido de se evitarem situações em que os alunos realizam, no mesmo dia, dois e três testes, situação que não contribui para a melhoria dos resultados dos alunos. Por iniciativa do Director do Agrupamento está a ser analisada a possibilidade de apresentar à Direcção Regional de Educação a proposta de alargamento da oferta educativa do Agrupamento ao Ensino Secundário.


VOLTAR


 NOTA INFORMATIVA N.º 4

Reunião de 29 de Abril de 2010

1. Foi aprovado o Relatório de Contas de Gerência.

Reunião de 6 de Setembro

1. Alteração na composição do Conselho Geral

Na sequência da nomeação da professora Lénia Mestre, representante dos professores no Conselho Geral, para exercer o cargo de coordenadora do Departamento de Matemática e Ciências Experimentais, com assento no Conselho Pedagógico, procedeu-se, de acordo com a lei, à sua substituição, passando a desempenhar tais funções, o professor António Hélder Olaio Machado, primeiro candidato suplente da lista de representantes do pessoal docente.

2. Aprovação do relatório final de execução do plano anual de actividades referente
ao ano lectivo de 2009/2010

O referido relatório salienta a melhoria dos resultados escolares, destacando também as actividades e trabalhos realizados pelos Cursos de Educação e Formação, a melhoria do serviço educativo, com a diversificação das ofertas educativas, tais como turmas de Percursos Curriculares Alternativos, Cursos de Educação e Formação, Cursos de Educação para adultos, assim como as actividades de enriquecimento curricular e a componente de apoio às famílias no 1.º C.E.B. e Pré-escolar.

3. Apreciação dos resultados do processo de avaliação interna do Agrupamento
Relatório de 2008-2009

Foram destacadas as áreas de melhoria apontadas no relatório de 2008-2009, nomeadamente, a necessidade de promoção de um maior envolvimento da comunidade educativa na implementação do Projecto Educativo e da articulação deste com o Plano Anual de Actividades. Foram também destacadas áreas de melhoria onde os sinais de transformação são já bem visíveis: melhorias nas condições materiais da escola sede, enorme progresso a nível da rentabilização dos recursos tecnológicos e melhoria nos processos de comunicação.

Relatório de 2009-2010
Quanto ao relatório de auto-avaliação concluído no final do ano lectivo 2009- 2010, o mesmo incidiu sobre o processo de ensino-aprendizagem e dele se destacaram as seguintes conclusões: existência de uma boa relação pedagógica entre alunos e professores; os alunos assumem-se como os responsáveis pelo seu insucesso, graças à sua falta de empenhamento no trabalho escolar. No mesmo relatório realça-se também o apetrechamento da escola sede com computadores e vídeo-projectores em cada sala de aula, factor que favoreceu uma maior diversificação de recursos, tornando-os mais apelativos e motivadores para os alunos.
Surgem como recomendações: a implementação de estratégias de diversificação e partilha de recursos, a rentabilização das tecnologias de informação e comunicação, nomeadamente a utilização da plataforma moodle, o desenvolvimento nos alunos de uma atitude consciente de co-responsabilização
nos seus próprios processos de aprendizagem e uma prática mais frequente do trabalho colaborativo entre professores.

Relatório da IGE
Ainda no âmbito da avaliação do Agrupamento, deu-se destaque às conclusões do relatório elaborado pela I.G.E. (Inspecção Geral de Educação), após a sua vinda à escola entre os dias 2 e 4 de Abril de 2008, que apontava como áreas de melhoria o sucesso académico, a articulação vertical e horizontal entre os diversos níveis de educação/ensino e os vários grupos disciplinares e a capacidade de auto-regulação e melhoria do Agrupamento. Em todas estas áreas já são notórias as melhorias, embora devam continuar a ser consideradas áreas de intervenção prioritária.

4. Implementação do novo Regime Disciplinar

Registou-se que, não obstante o aumento do número de participações disciplinares, por força da implementação do novo regime disciplinar, o ambiente disciplinar registou melhorias assinaláveis no decurso do último ano lectivo.

5. Critérios de organização de horários

Foram aprovadas as propostas de alterações de horários apresentadas pela Direcção, tendo presidido a essas propostas critérios de melhoria de prestação de serviços à comunidade e a necessidade de adaptação dos horários à disponibilidade das instalações.

6. Proposta das linhas orientadoras do planeamento e execução das actividades no domínio da acção social escolar

Foram aprovadas as seguintes linhas orientadoras:
a) Assegurar apoios alimentares (nesta área destaca-se a intervenção tanto do P.E.S. - Projecto Escola Saudável, como da Escola Activa, projecto que vai ser alargado ao 3.º ciclo de escolaridade);
b) Assegurar os transportes escolares;
c) Sinalização, acompanhamento junto das entidades competentes de acção social e de protecção de menores e prestação de auxílios económicos a
famílias carenciadas;
d) Prevenção e segurança (apesar de já existir videovigilância, continua aexistir a vigilância por parte do Projecto: “Escola Segura”).

 7. Projecto TEIP

No âmbito do Projecto TEIP, o Agrupamento passou a dispor de um mediador, de um psicólogo que acompanha as crianças do Pré-Escolar e os alunos do 1.º ao 3.º ciclos do Ensino Básico e, como reforço para o Pré-Escolar e 1.º ciclo, integra ainda dois animadores.

 VOLTAR

 


 NOTA INFORMATIVA N.º 3

Reunião de 10 de Março de 2010

1. Foi aprovado o Plano Anual e Plurianual de Actividades.

2. Na sequência da reflexão feita sobre as medidas a implementar no sentido de se combater o insucesso escolar, foram divulgadas as seguintes iniciativas em curso:

a) Realização de acções de sensibilização para pais e encarregados de educação, de que é exemplo a acção ocorrida no passado dia três de Março, na Escola Sede, no âmbito do projecto Escola para Pais, intitulada « PARA BEM LERES, TERÁS DE BEM COMER »;

b) Implementação do projecto “Asas para Amanhã”, resultante de uma parceria entre a Junta de freguesia de Almancil, a D.O.I.N.A. – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve (entidade gestora) e o Agrupamento Vertical de Almancil, no âmbito do Projecto Escolhas.

São iniciativas deste projecto: actividades de leitura; acompanhamento de alunos por parte de um psicólogo; realização de actividades culturais romenas e sessões de cinema na escola sede do agrupamento e actividades de apoio na aprendizagem da Língua Portuguesa a alunos estrangeiros, tendo a D.O.I.N.A. disponibilizado um tradutor que apoia os alunos nas salas de aulas do 1ºciclo. No projecto estão ainda previstas a criação de uma banda de “Hip-Hop” e outras actividades que vão ao encontro dos interesses dos alunos. Por proposta do representante do Projecto Escolhas, a nível nacional, está também previsto um programa de graffitis, a desenvolver com os alunos.

c) A A.S.C.A. está a providenciar apoio domiciliário para algumas famílias sinalizadas com carências a vários níveis.

3. Foi comunicada a substituição da professora Virgínia Palhares, que cessará as suas funções de assessora da direcção, devido ao facto de ir começar a colaborar com a Comissão de Protecção a Crianças e Jovens, pelo professor Paulo Felício, dada a necessidade de uma articulação mais próxima entre a Direcção e o 1.º ciclo, procurando-se, assim, contribuir para a criação de condições que ajudem a ultrapassar dificuldades de comunicação e permitam melhorar as aprendizagens neste ciclo.

4. O professor Paulo Felício não terá assento no Conselho Pedagógico, tendo ficado decidido substituir o representante da coordenação de projectos, neste órgão, por um representante dos Cursos Profissionalizantes, pelo que foi aprovada a alteração do Regulamento Interno do Agrupamento, em conformidade com esta decisão.

VOLTAR

 


 NOTA INFORMATIVA N.º 2

Reunião de 3 de Fevereiro de 2010

1. Foram definidas como linhas orientadoras para a elaboração do orçamento para 2010:

a) a melhoria dos Serviços Administrativos (ampliação e reformulação do espaço, manutenção e aquisição de programas informáticos);

b) Contratação de serviços de limpeza a uma empresa da especialidade;

c) Contratação de assistência técnica para garantir a segurança, a qualidade e a fiscalização do bufete e do refeitório;

d) Adaptação dos recursos/instalações para ampliação da oferta formativa e profissional à comunidade.

2. Foi feita uma apreciação sobre os resultados da avaliação dos alunos, correspondente ao 1.º período, tendo sido referidas, como necessárias, as seguintes medidas de combate ao insucesso escolar:

a) reforço no ensino da Língua Portuguesa e da Matemática;

b) tutorias;

c) responsabilização dos pais pelos resultados escolares dos seus educandos.

VOLTAR

 


 NOTA INFORMATIVA N.º 1

Reunião de 7 de Janeiro de 2010

1. Foi aprovado o Regimento Interno do Conselho Geral.

2. Aprovou-se a Primeira Alteração ao Regulamento Interno relativamente à composição do Conselho Pedagógico, devido à necessidade prática de criar um órgão de coordenação pedagógica para o 1.º ciclo, com um representante no referido conselho.

VOLTAR